21 agosto 2007

Batalha



É assim que tenho me sentido: no meio de uma batalha.
(clique na imagem para ver uma versão ampliada)

Parece uma avalanche de trabalho. Se os trabalhos normais já estavam chegando num ritmo acelerado, consumindo manhãs, tardes e noites, acabei entrando num projeto enorme para compor trilha e mixar: 25 programas da série Telecurso 2000 da Fundação Roberto Marinho.
Isso significa que os fins de semana foram engolidos pela avalanche também.

Mas esse não é um post de reclamação. Muito pelo contrario: é um post de alegria, e para dar uma satisfação para quem passa por aqui e sente a falta de posts novos.

Um breve resumo do que andei fazendo (só vou citar as coisas mais legais):
- Trilha sonora e sonorização para uma animação da UOL, apoiando o festival AnimaMundi.
Aqui dá pra assistir essa pequena animação:
http://composersforum.ning.com/video/video/show?id=773368:Video:5806

É mais pesado do que se fosse no Youtube, mas a qualidade é bem superior e o som é estéreo.

- Trilha sonora para 2 videos sobre como é feito e distribuido o gas para um museu da Comgas.
Adoro esse tipo de trabalho. Apesar de ser insitucional, de no fundo estar vendendo a empresa, acaba tendo um carater muito mais de documentário, muito mais liberdade para criar e compor em estilos diferentes, sem ter que ser tão sisudo.

- Sonorização e mixagem de uma série de 10 videos (animação) para a Unilever sobre segurança, cuidados no uso de email, etc. Bem divertido. Com direito a espião, efeitos sonoros de desenho animado antigo, bem caricato.

- Video para a exposição da coleção de arte do Sattamini, que está vindo para o MASP.
Nesse tipo de trabalho dá pra ser bem conceitual, abusar da liberdade artística, e compor coisas que normalmente um cliente comum recusaria. Dá pra ser moderno e arrojado sem medo. Ainda mais que essa coleção de quadros é basicamente de modernistas.

Além de tudo isso tem os programas do Telecurso, que já falei antes. Em breve vai dar pra ver esse trabalho na Globo, canal Futura e TV Cultura.

Bom, deixa eu voltar pro batente que já gastei mais tempo aqui no blog do que podia.

Ps: a gravura acima chama-se Supreme Battle e é do ar´tista Scott Campbell

26 junho 2007

Ação promocional da Fanta na MTV



Experiencia nova: criar sons para um personagem virtual da Fanta.

Uma ação promocional que a Fanta está fazendo na MTV, com o personagem virtual do comercial acima. O pessoal da Mono 3D fez a modelagem do personagem, e através de uma técnica especial, faz a animação em tempo real, interagindo com os apresentadores da MTV e com o público. E eu criei os son que acompanham essa animação.
Muito bacana!
Pra conferir, essa ação acontece às 6as feiras, 22h.

Novidades chegando

Tenho um monte de novidades pra contar e trilhas interessantes pra mostrar. Quero ver se nos próximos dias arrumo tempo de colocar algo aqui.
Enquanto isso fica uma história contada pelo compositor de trilha sonora John Willians:

“Steven Spielberg invited me to his private screening room to see Schindler’s List, which he had just filmed, and needed music for. After the movie I had to excuse myself, take a walk around the parking lot and recover, the film had been that powerful. When I returned, I said ‘Steven, not to be deprecating, but I think you need a better composer than me.’ Steven replied, very kindly, ‘I know, John, but they’re all dead.’”

01 junho 2007

Moog, anos 70 e sintetizadores

Estava passeando pela web e dei de cara com esse video.
Conta um pouco da história do sintetizador, e em particular do Bob Moog, inventor do famoso MiniMoog.

Se você já viu Keith Emerson (do Emerson Lake and Palmer, Jean Michael Jarre, Kraftwerk, Chick Corea, George Duke, Devo... com certeza já viu um MiniMoog nas mãos de um deles.

Muitas trilhas sonoras foram beneficiadas pelo poder de fogo dos sintetizadores, especialmente dos Moogs.
Os efeitos sonoros de Apocalypse Now, Star Wars, a trilha de Orange Clockwork (A Laranja Mecanica), Tron, da Disney, o primeiro filme que usou os recursos de computação grafica.

Não por coincidência, Tron e Orange Clockworks tem a trilha assinada por Walter Carlos, pioneiro na música criada com sintetizadores. No link vai perceber que é outro nome: Wendy Carlos... o cara já era moderno naquela época e achou que o sexo dele não era bacana... mandou cortar o MiniMoog fora :-)



Link original do video aqui.

14 maio 2007

Justiça autoriza diretoria do Fluminense a usar hino do clube

14/05/2007 -
18h14

Justiça autoriza diretoria do Fluminense a usar hino do clube
da Folha Online

O Fluminense obteve decisão favorável numa ação movida pela Editora e Importadora Fermata do Brasil, que alegou que o clube reproduziu, sem a sua autorização, o hino em campanha publicitária relativa ao centenário do clube, em 2002. A ação foi julgada em primeira instância pela 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro

O advogado do clube, Gustavo Piva, disse que, segundo a decisão da Justiça, a cobrança pode ser aplicada em relação a terceiros, mas não em relação ao próprio Fluminense, entidade para a qual a obra foi criada.

"É uma decisão que beneficia não só o Fluminense, mas todos os outros grandes clubes do Rio de Janeiro, pois reconhece que eles podem usar os hinos que levam os seus nomes de forma institucional sem violar direitos de terceiros", disse Piva.

---

Opa, tem gato na linha...

Isso abre jurisprudência sobre jingles também?

Se eu componho um jingle para uma empresa, significa que ela pode usar a vontade sem nada me pagar?

O jingles mais famosos, aqueles que durante anos propagaram as virtudes de uma marca, podem ser encarados como "hinos" daquela marca? E como tal, a marca pode usar a música sem pagar nada ao autor?

Tomara que a editora Fermata recorra dessa decisão e o pessoal lá de Brasilia aplique o que a lei de direitos autorais diz.

Uma coisa é o povão tomar para si uma música e cantar num coro de 50.000 vozes um hino.

Outra completamente diferente é uma empresa (um clube é empresa e gera lucros, ou deveria gerar se bem administrado) usar uma música para vender sua mercadoria.

03 maio 2007

Estréia do documentário O Trem Passou e a Gente Ficou

Estarei lá. A trilha sonora que publiquei num post abaixo feita com o Zither faz parte desse documentário.


clique na imagem para ampliar

20 abril 2007

Justiça livra Globo de pagar R$ 100 mi a Ecad

Citando o jornal Folha de São Paulo (versão online):


"A Globo conseguiu anteontem no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decisão que derruba sentença de primeira instância que a obrigava a pagar pelo menos R$ 100 milhões por ano ao Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), pelos direitos autorais das músicas executadas em sua programação.
A decisão, à qual cabe recurso, é da 11ª Câmara Cível. Desde o final dos anos 90, o Ecad e as redes de TV vêm travando batalhas judiciais em torno do valor a ser pago por elas. Até 1999, as emissoras pagavam uma quantia fixa. A partir de então, o Ecad passou a impor o recolhimento de 2,5% sobre a receita bruta das emissoras, o que, no caso da Globo, que já fatura mais de R$ 4 bilhões por ano, ultrapassa R$ 100 milhões.
A Globo fez um acordo com o Ecad, que se encerrou no início de 2005, pelo qual pagava R$ 6 milhões anuais ao órgão. Não houve acerto nas novas negociações, e o Ecad partiu para a Justiça, pedindo 2,5%. Para a Globo, o percentual é abusivo e, indiretamente, transforma os compositores associados ao órgão em sócios da rede.
Segundo a Globo, no julgamento de anteontem o desembargador Claudio de Melo Tavares reconheceu que os 2,5% são abusivos e determinou novas negociações, sugerindo a cobrança de um valor anual preestabelecido, como antes.
O Ecad não se manifestou até a conclusão desta edição."

E eu esperando a mesma briga que a TV Band tem com o Ecad ser resolvida para receber meus direitos da trilha usada no programa "No Coração do Brasil" apresentado pelo Datena.
Pelo jeito a coisa ainda vai longe...

... quem sabe quando eu me aposentar...

30 março 2007

1º Encontro Internacional de Música de Cinema

Vai acontecer no Rio de Janeiro, de 5 a 12 de maio, 2007

"Em maio de 2007 o Brasil vai sediar um evento inédito no país, que reúne dois dos segmentos que mais movimentam platéias no mundo - música e cinema. A proposta do MÚSICA EM CENA - 1º Encontro Internacional de Música de Cinema é promover a importância da música no universo da produção cinematográfica levando a cultura da música de cinema para o público geral.

A extensa programação conta com concertos sinfônicos acompanhados de vídeo projeção, apresentação de shows e painéis com consagrados compositores, escritores, professores e críticos de cinema nacionais e internacionais. O MÚSICA EM CENA tem curadoria do compositor, sound designer e colaborador do website ScoreTrack.net Tony Berchmans, autor do livro “A Música do Filme – Tudo o que você gostaria de saber sobre a Música de Cinema”. A idealização é da Cinnamon Comunicação e da SM Comunicação Full Brain e, até o momento, tem patrocínio da Petrobrás e apoio da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, Telecine, ClearChannel, Revista Bravo, Rádio Paradiso e do ScoreTrack.net. Os idealizadores prevêem edições anuais do encontro."

Já há alguns convidados confirmados. A lista garante a minha presença lá:
Enio Moricone, Gustavo Santaolalla, Lisbeth Scott e Wagner Tiso. Precisa mais? Pois acho que ainda vai ter mais...

O press release publicado no site SoundTrack.net diz:

"Ennio Morricone to open Brazilian First International Film Music Festival

The "Música em Cena - First International Film Music Festival" will takes place in Rio de Janeiro, beginning on May 5th and ending on May 12th. In a rare appearance outside Europe, legendary italian composer Ennio Morricone will open the event conducting a concert of his great music composed for film. The programme will include excerpts from "Il Maestro" masterpieces like The Good, The Bad and Ungly, Once Upon a Time in The West, Cinema Paradiso, The Untouchables, The Mission and Once Upon a Time in América, among others.

The event also includes concerts and shows from brazilian composers Wagner Tiso and André Abujamra, american vocalist/pianist Lisbeth Scott and argentinian composer Gustavo Santaolalla (double Oscar winner for Brokeback Mountain and Babel). Also, yet to be confirmed a concert conducted by Gabriel Yared.

Besides the musical performances, the "Música em Cena - First International Film Music Festival" will feature several workshops and debates with brazilian composers, filmmakers and film critics like David Tygel, Cacá Diegues, José Wilker, Rubens Ewald Filho, João Máximo, Ney Carrasco and Marcus Viana. The brazilian website ScoreTrack Network (Jorge Saldanha, editor) is one of the event's supporters and made available the Música em Cena hotsite (in portuguese) - www.scoretrack.net/mec/mec.html. An official website will be online shortly."

07 fevereiro 2007

A tão esperada trilha do trem

Prometi, demorei, mas cumpri

3 trilhas do documentário do trem que comentei no primeiro post do blog:

Abertura - imagens de ferrovia abandonada, trilhos retorcidos, vagões abandonados, enferrujados, cenário de desolação. Muitos violões e um slide no meio.

Passeio - começa num passeio em direção a alguns trens, Espírito de aventura, animação, depois o clima muda para os trens abandonados novamente. Dessa vez usei uma instrumentação diferente: violão de aço junto com violão de nylon, e um cavaquinho dobrando a harmonia numa oitava acima. O efeito sonoro ficou bem interessante.

Tristeza do Maquinista
- essa é a trilha onde usei o Zither. Um velho maquinista, que ama ferrovia, volta a visitar as maquinas, mas dessa vez não há mais vida nelas, está tudo abandonado, sucateado, com peças roubadas. A música tenta retratar a dor no coração desse homem. Incrível o som que sai desse Zither!

24 janeiro 2007

Oscar Nominees - Trilha Sonora

Saiu a lista dos indicados para Oscar 2007 de Trilha Sonora:

Babel - Gustavo Santaolalla
The Good German - Thomas Newman
Notes on a Scandal - Philip Glass
Pan´s Labyrinth - Javier Navarrete
The Queen - Alexandre Desplat

O Alexandre Desplat e o Javier Navarrete são virgens de Oscar. Philip Glass já está na sua 3a indicação (nunca levou). Gustavo está na sua 2a indicação (a outra foi pela trilha de Brokeback Mountain que ganhou em 2005). E o Thomas Newman, que eu adoro, está na sua 8a indicação. Entre elas 2 que eu gosto muito: Desventuras em Séries, e Procurando Nemo.

Os indicados ao Oscar de Melhor Canção são:

"I Need to Wake Up" Music and Lyric by Melissa Etheridge - do filme "An Incovenient Truth"
"Our Town" Music and Lyric by Randy Newman - do filme Cars
"Patience" Music by Henry Krieger; Lyric by Willie Reale - do filme Dreamgirls
"Love You I Do" Music by Henry Krieger; Lyric by Siedah Garrett - do filme Dreamgirls
"Listen" Music by Henry Krieger and Scott Cutler; Lyric by Anne Preven - do filme Dreamgirls

Ou seja, só esse ano o Henry Krieger tem 3 indicações... preciso ver esse filme!
O Randy Newman já é velho de guerra. Com esse já são 17 indicações, sendo que já levou o prêmio por uma canção do Monstros SA


Os indicados ao Oscar de Sound Editing são:

Apocalypto - Sean McCormack and Kami Asgar
Blood Diamond - Lon Bender
Flags of our Fathers - Alan Robert Murray and Bub Asman
Letters from Iow Jima - Alan Robert Murray
Pirates of the Caribbean: Dead Man´s Chest - Christopher Boyes and George Watters II

E os indicados ao Oscar de Sound Mixing são:

Apocalypto - Kevin O'Connell, Greg P. Russell and Fernando Camara
Blood Diamond - Andy Nelson, Anna Behlmer and Ivan Sharrock
Flags of our Fathers - John Reitz, Dave Campbell, Gregg Rudloff and Walt Martin
Pirates of the Caribbean: Dead Man´s Chest - Paul Massey, Christopher Boyes and Lee Orloff
Dreamgirls - Michael Minkler, Bob Beemer and Willie Burton

Percebeu que os indicados para Sound Editing e Sound Mixing são praticamente os mesmos? Será que o pessoal que julga sabe separar corretamente o que é uma coisa e o que é outra coisa??
... só perguntei...

20 melhores solos de guitarra do mundo

Clique aqui para ver a lista

A revista inglesa Guitar World já havia publicado uma lista com os 100 melhores solos de guitarra ano passado (aqui uma republicação da lista).

Agora uma versão com os 20 melhores, mas com links de videos no YouTube. Um melhor que o outro, e algumas pérolas como Crossroad com Eric Clapton ainda no Cream de 1968

Ou ainda um video histórico o Deep Purple (com Ritchie Blackmore tocando Highway Star) numa apresentação de 1972 em que Ian Gillan anuncia a música como fazendo parte do próximo album deles: Machine Head. Que tal? :-)

Estou devendo alguns trechos da trilha que comentei no post passado. Vou ver se me organizo aqui e subo esses mp3s ainda hoje...