07 fevereiro 2007

A tão esperada trilha do trem

Prometi, demorei, mas cumpri

3 trilhas do documentário do trem que comentei no primeiro post do blog:

Abertura - imagens de ferrovia abandonada, trilhos retorcidos, vagões abandonados, enferrujados, cenário de desolação. Muitos violões e um slide no meio.

Passeio - começa num passeio em direção a alguns trens, Espírito de aventura, animação, depois o clima muda para os trens abandonados novamente. Dessa vez usei uma instrumentação diferente: violão de aço junto com violão de nylon, e um cavaquinho dobrando a harmonia numa oitava acima. O efeito sonoro ficou bem interessante.

Tristeza do Maquinista
- essa é a trilha onde usei o Zither. Um velho maquinista, que ama ferrovia, volta a visitar as maquinas, mas dessa vez não há mais vida nelas, está tudo abandonado, sucateado, com peças roubadas. A música tenta retratar a dor no coração desse homem. Incrível o som que sai desse Zither!

2 comentários:

Glaucio disse...

Excelente documentário, sem dúvida. Ótima trilha sonora, que representa muito do sucesso do documentário.
Onde encontro os poemas, que foram narrados na voz de Rolando Boldrin?
Parabéns, dá vontade de assistir outros com o mesmo enfoque/jeitão.

Mauricio Domene disse...

Oi Glaucio

Obrigado pelos elogios :-)
Sobre os poemas, melhor entrar em contato com a diretora e perguntar:
giovanasaad@gmail.com