03 fevereiro 2009

"Faz com a boca mesmo!"

Nosso cérebro funciona por associação. Bom, pelo menos o meu. Depois de ler o post do Maurício, lembrei que um amigo tinha me emprestado um disco com versões de músicas dos Beatles.

Sim, eu sei, existem milhões deles. Até os Bee Gees já regravaram o Sgt Peppers. Mas esse disco é compilado com artistas da Blue Note, a lendária gravadora de jazz. Valia o crédito de conhecer.

Ouvi o disco e não achei nada demais. Tenho a sensação de que já ouvi todas as versões possíveis e imagináveis para as músicas do quarteto de Liverpool. Mas, no finzinho, uma grata surpresa: Bobby McFerrin (sim, aquele mesmo da Don't Worry, Be Happy) cantando 'Drive My Car'.

Procurei o vídeo algum vídeo no YouTube com essa versão mas não achei. Resolvi colocar lá eu mesmo, pra poder compartilhar aqui.



Tudo o que se ouve na faixa vem do Bobby McFerrin fazendo sons com a boca e com o corpo. É muito impressionante. O que poderia facilmente esbarrar no território do mal gosto e ficar marcado apenas por malabarismos, acaba se tornando um arranjo original e extremamente criativo.

Para entender melhor como ele faz tudo isso, vale a pena conferir esse vídeo, com uma outra canção sendo executada ao vivo.



Contei essa história toda e não expliquei o título. Nós, que trabalhamos com trilhas, por diversas vezes nos vemos em situação em que temos que 'cantar' alguma idéia. Explico. Você está em uma reunião discutindo a produção de uma trilha sonora para um filme, por exemplo. Lendo o roteiro, discutindo com o diretor, você acredita que um tango com uma batida eletrônica cai muito bem para aquela cena. Mas, o diretor não consegue imaginar como ficaria tal resultado. Eis que alguém sugere: "faz aí, com a boca mesmo."

É nessas horas em que eu penso em convidar o Bobby para ser meu sócio.

2 comentários:

Berna disse...

Muito legal tb é a versatilidade do Bobby. Em 2000 ele participou do show Bach 24Hs em Leipzig, Alemanha. Simplesmente..arrasou!
grande abraço do Berna!

ties17 disse...

vi o título do post e lembrei desse vídeo do vocalista da minha banda..
É preciso saber viver, toda feita com a boca (fora as palmas) e pelo mesmo cara!
vale conferir !
http://br.youtube.com/watch?v=byc4Cm0LJmM