25 maio 2009

A tecnologia se rende à tradição

Os estúdios de criação de trilha tem se tornado cada vez mais centrais de tecnologia, softwares sofisticados, instrumentos virtuais, etc.



Mas algumas vezes o velho e bom papel pautado e lápis saem do armário e se metem no meio da produção.



Foi o que aconteceu na criação de uma vinheta para uma rádio grande de São Paulo. Na hora de decidir qual a melhor linha melódica para se cantar o nome da rádio, o papel e lápis ganharam em praticidade do computador e seus software quase mágicos.

O resultado final ficou ótimo, e terminamos com 20 canais de gravação só de vocal.


Assim que o job estiver aprovado eu coloco aqui pra vocês ouvirem.

Mauricio Domene

4 comentários:

Felipe Parra disse...

Putz, eu faço isso direto por aqui.

Nada como você mapear, contar os compassos, definir métricas, melodias, etc, etc, etc no papel.

Tô contigo e não abro.

(((GRL))) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danilo Fernandes disse...

Oi Mauricio!


Queria convidar você para conhecer o meu blog, o Genizah que horas é pirado e engraçado, horas é exaltado e sério, mas é super do bem e tem como regra levar o Evangelho da Liberdade Verdadeira e a Santa Subversão de Jesus ao mundo egocêntrico e perdido nos seus valores! E, ainda dando tempo, aproveito para tirar uma onda com este pessoal que anda explorando a fé das pessoas e ainda dizendo que são cristãos... Ops!

Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

:: Leandro Souza e Silva :: disse...

Hehehe ótimo né? A mesma sensação de ler um bom e velho livro com cheirinho de papel, e não o que vc achou no Google...